Listas

1 Gênero, 5 Livros: Chick Lit

“A principal característica do Chick lit é a protagonista, que é do sexo feminino. Ela está, muitas vezes, tentando vencer (profissional e romanticamente) no mundo moderno. As idades dos personagens principais não importa, podem ser garotas do ensino médio até cinquentonas, suas histórias normalmente são bem humoradas e relatam o dia a dia da mulher moderna, sua rotina tripla, seus problemas amorosos, de peso, no trabalho, no namoro, no casamento, no divórcio”

Chick Lit é um dos meus gêneros preferidos, sem dúvida. São leituras bem leves, boas para qualquer momento. Escolhi cinco dos meus preferidos aqui, que inclusive já foram citados aqui no blog várias vezes.


Link para comprar Mais que Amigos 

Link para comprar Três Coisas Sobre Você 

Link para comprar Delícia, Delícia

Link para comprar Para Todos os Garotos que Já Amei

Link para comprar Boa Noite


Como em todas as minhas listas aqui do blog, não fiz em nenhuma ordem específica, só conforme fui lembrando mesmo hahaha.

Mais que Amigos

IMG_0128

Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível? Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento. Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro ― pelo menos não para se envolver. Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo? Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível! CONTEÚDO ADULTO

Esse é o clássico livro em que só de ler a sinopse você já sabe absolutamente tudo que vai acontecer, mas que mesmo assim vale a pena. Por mais que tenha alguns clichês que me deixaram um pouco brava algumas vezes (como o homem ser o pegador e a mulher estar constantemente preocupada com a limpeza e organização da casa), ainda assim eles podem ser deixados de lado. Parker e Ben, ambos se respeitavam, principalmente depois de terem começado o relacionamento.

Foi um livro que me salvou durante uma parte da última viagem de ônibus que fiz. Claro que foi um pouco estranho ler as cenas mais pesadas ao lado de um senhorzinho de idade, mas o tédio estava grande. Só fiquei feliz porque ele não era curioso e nem tentou descobrir o que eu estava lendo.

Três Coisas Sobre Você

IMG_0131

“Como eu adoraria ter escrito este livro! O texto de Julie Buxbaum é leve, irônico, ácido, esperto, engraçado, preciso e deliciosamente irresistível. De tão envolvente e despretensiosa, a história de Jessie (e sua vida numa escola nova e numa cidade nova, beeeem longe da sua) é como um ímã para os olhos: simplesmente não dá para parar de ler.” – Thalita Rebouças, autora de Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática  “Este é um daqueles livros que você sempre quis ler. Não é só mais uma comédia adolescente, mas uma história sobre pessoas, mudanças, amizade, família, tatuagens não feitas, segredos e waffles. É uma jornada fascinante sobre crescer e transformar relacionamentos em poesia, não importa quem você seja.” – Babi Dewet, autora de Sábado à noite

Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante… **** tenho observado você no colégio. não de modo doentio, mas agora me pergunto: será que o simples fato de eu ter usado a palavra “doentio”, por definição, me torna doentio? de qualquer forma, acontece que… você me intriga. já deve ter notado que a nossa escola é um mundo vasto de Barbies e Kens, quase todos louros e de olhos vazios, e alguma coisa em você – no seu jeito de andar, falar e na verdade não falar, apenas observar a todos nós como se fizéssemos parte de um documentário bizarro do National Geographic – me faz pensar que você pode ser diferente de todos os idiotas da escola. eu fico com vontade de saber o que se passa nessa sua cabeça. vou ser sincero: não costumo me interessar pelo que há na cabeça dos outros. a minha já dá trabalho suficiente. o objetivo deste e-mail é oferecer meus conhecimentos. desculpe ser o portador de más notícias: não é fácil se orientar nos territórios ermos do colégio Wood Valley. o lugar pode parecer caloroso e receptivo, com a ioga, a meditação, os cantinhos de leitura e o carrinho de café (desculpe: o Karrinho de Kafé), mas, como todos os outros colégios do ensino médio (ou de um jeito até pior), é uma droga de uma zona de guerra. por isso me ofereço como o seu guia espiritual virtual. sinta-se livre para fazer qualquer pergunta (a não ser, claro, sobre a minha identidade), e vou me esforçar ao máximo para responder a você: com quem fazer amizade (lista curta), de quem manter distância (lista maior), por que não se deve comer o hambúrguer vegetariano do refeitório (longa história, você nem vai querer saber), como tirar 10 na prova da Sra. Stewart e por que você nunca deve se sentar perto do Ken Abernathy (problema de flatulência). ah, e tenha cuidado na aula de educação física. o Sr. Shackleman faz todas as garotas bonitas darem voltas extras pela quadra para poder olhar a bunda delas. parece informação suficiente por enquanto. e, só para constar, bem-vinda à selva. atenciosamente, Alguém Ninguém

O que mais me atraiu nessa história é a escola. No caso, é uma escola para pessoas com uma condição financeira boa, mas que são umas belas filhas da p***. Parece a escola que eu estudava, sério. Claro que no lugar onde eu estudava não tinha ninguém que ficava mandando emails explicando como sobreviver por lá, mas isso seria realmente útil, principalmente a parte sobre com quem fazer amizade.

Mas além dessa parte da escola, o romance entre Jessie e o Alguém Ninguém (primeiro porque não vou dar spoiler e segundo porque não lembro o nome do cidadão) é bem fofinho. Eu ficava sempre esperando quando seriam as conversas dos dois por email e adorei mais ainda a brincadeira das três coisas.

Delícia, Delícia

IMG_0130

Ficar na cozinha nunca foi tão gostoso.

Quando a extraordinária confeiteira Leilani Trusdale trocou a agitação de Nova York pela pacata e doce Ilha de Sugarberry, não esperava que seu passado a seguisse. Seu antigo chefe, Baxter Dunne ( também conhecido como “Chef Hot Cakes”) o homem que ensinou a ela que o creme compensa, reaparece desejando filmar seu famoso programa de culinária.

O problema é que ele escolheu filmar na Cakes By The Cup, a minúscula e aconchegante confeitaria de Leilani. Com seu olhar de brigadeiro de colher e aquele irresistível sotaque britânico – que faz a moça babar e seu rosto corar como calda de cereja -, ele fez as fofocas de cozinha rolarem soltas. Lani, lá no fundo, só deseja que algumas sejam deliciosamente verdadeiras…

Os amigos estão convencidos de que o ex-chefe é o ingrediente que falta para a definitiva receita de felicidade dela. Porém, Baxter terá que botar a mão na massa se quiser tirar do forno um grande, verdadeiro, quentinho e saboroso amor.

No Clube do Cupcake, cozinhar é apenas um detalhe.

Entre altos papos e doces lambidas, amizades crescem como pão quentinho e a vida vai ficando, hummmm, mais saborosa.

Mas quando é preciso decidir entre a vida que você sempre sonhou e o amor da sua vida, só as melhores amigas, as melhores receitas e uma caixa cheia de Red Velvets podem ajudar.

É hora de praticar boloterapia!!!

Nunca vou esquecer a cara do vendedor da Bienal quando eu disse que queria três. Eu queria comprar um para mim e precisava levar dois livros de presente para minhas amigar. Se eu não me engano, Delícia, Delícia estava por R$7,00 então… Por que não?

Admiro muito Lani pelo que ela fez, sério mesmo. Quase 20 anos de vida foram o suficiente para eu perceber que odeio uma vida parada. Não sou muito daquelas que ficam cozinhando e ainda assim fiquei com vontade de assumir o posto que ela largou em Nova York.

Lembram que eu disse que em Mais que Amigos você já sabe tudo que vai acontecer desde o começo? Em Delícia, Delícia te deixam agoniado até as últimas cinco páginas sem saber o que vai acontecer. É óbvio que eles ficarão juntos mais ou menos na metade do livro, mas demora até descobrir se vão ficar juntos mesmo ou não.

Para Todos os Garotos que Já Amei

IMG_0129

Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.

Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

Como eu disse, Mais que Amigos salvou o começo da minha viagem de ônibus. Para Todos os Garotos que Já Amei salvou o resto. Eu dormia ou lia, não fiz praticamente mais nada durante as 25 horas. Por isso deixo aqui minha dica, sempre tenham algum ebook baixado no celular de vocês, porque realmente nunca se sabe.

Mas enfim, vocês sabem o quanto sou apaixonada pela série. Já fiz resenha dos três livros, eles já apareceram nas mais diversas listas e TAGs e estou realmente considerando reler o segundo livro para compará-lo com o filme. Não adianta esperar que a história vai ser a coisa mais incrível do mundo, mas é algo ótimo para passar o tempo.

Boa Noite

O novo livro de Pam Gonçalves Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação ― em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números ―, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.

Esse livro é perfeito para quem está na época dos vestibulares e precisa de uma contextualização diferente para o ENEM. Agora preciso compartilhar que tive uma ideia de um posts com livros para contextualizar redações hahaha. Continuando, Boa Noite é um livro ótimos para adolescentes e pré-adolescentes que estão começando a sair, a ter uma vida onde adultos não estão constantemente presentes.

É muito importante entender os diferentes tipos de abuso e machismo e esse livro mostra isso de uma forma muito boa. O que me deixou um pouco chocada é que, no começo, eu me identifiquei muito com Alina e conforme tudo foi acontecendo e os problemas se desenvolvendo, percebi que ninguém está livre disso e que, infelizmente, pode acontecer com qualquer mulher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: