Extras

Bienal X Crivella

Eu sei que está todo mundo falando nesse assunto, mas acho que nada mais justo do que comentar sobre a atrocidade que foi feita nessa Bienal. Para quem não sabe do que está acontecendo, ou melhor, do que aconteceu, Crivella mandou que recolhessem os livros com temáticas LGBT da Bienal, afirmando que seu objetivo era evitar que as crianças tivessem acesso a conteúdos pornográficos.

Nós fomos na Bienal desse ano, como vocês já estão cansados de saber, mas não pegamos esse escândalo, já tínhamos voltado antes. Eu queria muito ter feito parte das manifestações contra esse ato terrível do Crivella. Como disse para Thais, achei todos os tipos de manifestações à favor dos livros lindos, mas queria que não fossem necessários. É terrível que mesmo em 2019, ainda tenhamos que escutar uma barbaridade como um beijo gay sendo algo pornográfico.

Foi apenas isso, um simples beijo. Ninguém estava sem roupa, não teve nada sexual. Foi só um beijo. Por que casais formados por um homem e uma mulher podem aparecer se beijando em tudo quanto é tipo de mídia, mas um casal homossexual não pode?

Mas enfim, quero discutir vários pontos neste post, então vamos dividir tudo em alguns tópicos. E claro, sintam-se livres para debater esses pontos nos comentários.

Marvel e os quadrinhos

Uma das maiores desculpas daqueles que apoiam o prefeito Crivella, é que o tal beijo estava em um dos muitos quadrinhos da Marvel e que, como fala sobre super-heróis, acaba atraindo um público infantil. Mas ao meu ver, o maior problema não está em ser um atrativo para o público infantil ou não, mas sim os pais autorizarem a leitura.

Sim, são histórias em quadrinhos sobre heróis e por isso trazem uma certa quantidade de violência. Então de fato, não é um conteúdo feito especificamente para crianças, mas não é pornográfico.

Nada justifica colocar quadrinhos e livros em um saco preto e dizer quem pode ler apenas por ter personagens homossexuais. Ninguém nunca propôs colocar limites de idade para 50 Tons de Cinza, muito pelo contrário, centenas de jovens de 12 anos leram os livros e ninguém nunca disse nada.

Então sim, eu concordo que livros com temáticas sexuais e violência não devam ser lidos por crianças, mas eles não devem ser censurados ou confiscados por causa disso, mas sim os pais dessas crianças devem saber o que seus filhos estão consumindo e decidir ou não se eles querem autorizar ou não.

Estratégia política

O que mais me irrita dessa polemica toda é saber que foi tudo uma simples estratégia política. Crivella é um péssimo prefeito que não faz absolutamente nada para o Rio de Janeiro, mas tem que fingir que faz. Dessa forma, a única coisa que ele fez foi garantir o voto das pessoas com mente fechada que acreditam na mesma coisa que ele.

Um ou dois dias depois de ter soltado o primeiro vídeo falando sobre o assunto, Crivella já adotou uma postura diferente, dizendo que estavam o interpretando errado. Apenas outra estratégia política. Ele já conquistou o voto daqueles que pensavam da mesma forma que ele e tentou se desculpar com o resto.

Felipe Neto e a distribuição gratuita

Uma das minhas formas de manifestação preferidas foi a do Felipe Neto. Ele comprou todo o estoque de livros com temáticas LGBT e distribuiu gratuitamente. Isso foi simplesmente incrível.

Muitas pessoas tiveram acesso a livros que talvez nunca comprariam. Isso incentiva a leitura de forma absurda e ainda mostra a pessoas com cabeça fechada que as coisas realmente mudaram. Não dá mais para sair falando besteira por aí e achar que todo mundo vai bater palmas.

E para todos aqueles que estão falando que o Felipe só vez isso para conseguir fama, eu pergunto, e daí? Não, não acho que ele tenha feito isso só para conseguir mais seguidores, digo isso como alguém que o acompanha há muito tempo. Ele já fez milhares de campanhas para ajudar outras pessoas, doa sem que ninguém saiba e está sempre defendendo todo tipo de causa.

Mas mesmo que ele tivesse feito tudo isso por fama, gente, e daí? A quantidade de coisas positivas que vieram dessa ação dele compensariam toda e qualquer intenção ruim que ele tivesse. Foi uma campanha a favor de causas LGBT, incentivou a leitura para milhares de pessoas, fez com que mais pessoas conhecessem e fossem à Bienal.

Mas volto a dizer, eu realmente não acho que ele tenha feito isso buscando mais fama. Acredito que nem compensaria o tanto que ele tenha gasto.

Visão como leitora

Por fim, quero dar minha opinião como alguém que já foi na Bienal dois anos consecutivos. É realmente triste o que fizeram. Não acham certo deixar crianças ver beijos gays, mas acham certo colocar um monte de policiais no meio delas e passar uma imagem completamente errada de um evento tão bom em tantos sentidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: