Resenhas

RESENHA: Corte de Névoa e Fúria (Corte #2), de Sarah J. Maas.

Saiba minha opinião sobre o segundo volume da série “Corte” da Sarah J. Maas.

Livro: Corte de Névoa e Fúria (Corte #2)

Autora: Sarah J Maas.

Páginas: 658.

Editora: Galera Record.

Lido em: 6 dias.

Skoob

Pensem num livro que eu comecei esperando uma coisa e no final das contas foi algo muito diferente que me agradou bem mais.

Isto é Corte de Névoa e Fúria, que, embora tenha uma grande pitada de fantasia, também traz assuntos mundanos, como o relacionamento abusivo, o que, honestamente, eu amei. Não foi tratado daquela forma manjada, mas sim de uma forma sublime e real, nem mesmo sendo o tópico principal do livro.

Eu já não gostava muito de Tamlin no livro passado, pense neste então, que ele se mostrou um cara tóxico e tremendamente controlador. E fiquem tranquilos, não é bem um spoiler, acontece bem no início. Acho que eu já pressentia algo assim vindo dele, e só sentia coisas boas advindas do Rhys, acertei em cheio.

Como começar a falar do Rhys? Só posso dizer que estou loucamente apaixonada e que o livro deu uma guinada enorme a partir do momento que ele entrou em cena.

Eu estava até um tanto entediada no início, ficava me perguntando se seria o livro todo naquela coisa de Feyre e Tamlin, mas Sarah J. Maas não está aí para brincadeiras, e pegou tudo aquilo das primeiras páginas e rasgou no meio, mostrando uma perspectiva completamente divergente da esperada, Tamlin como vilão e Rhysand como mocinho? Quem diria, né nom?

Eu diria, mas enfim, hahaha…

O enredo é apresentando lentamente, aos poucos, até que no final você não consegue mais largar o livro. É um crescimento linear que sempre te deixa interessado a saber mais.

Feyre havia sido um problema para mim no primeiro livro, mas o amadurecimento dela foi notável e deixou a leitura bem mais fluida, já que aqui estamos em primeira pessoa. Todos os sacrifícios do livro anterior mexeram com ela e a fizeram renascer, o que foi ótimo tanto para a personagem quanto para a estória, que se reinventou de todas as formas.

Também não esqueçamos dos novos personagens que apareceram: eu adorei o trio Mor, Cassian e Azriel, digo o mesmo de Amren com aquele jeito misterioso que já quero saber mais.

Enfim, nesse livro os únicos personagens que incomodam, seja pelo lado de ser mal ou irritante mesmo, são os que a princípio eram mocinhos e o mais novo vilão geral. Será que ele vai alcançar o nível de maldade de Amarantha? Já estou curiosa para saber.

Ambientação é outra coisa que vale destacar, achei perfeita a ambientação desse livro e na minha mente consegui distinguir bem as cortes, o que é fundamental para se encontrar na estória, levando em conta todas as diferenças que separam uma região da outra.

Com tudo isso ressaltado, é dedutível que a escrita da autora é simplesmente fantástica e consegue mesclar bem os momentos de drama, aventura e romance. Sério, ficou tudo muito bem balanceado. Nada falta, talvez devemos isso às 658 páginas? Muito provavelmente, haha, mas elas passam que você nem vê, juro. Quando eu fui perceber já estava na página 400 e inteiramente chocada com esse fato.

Voltando a falar sobre romance: Gente, o que é Feyre e Rhys? É tão melhor que ela com Tamlin que pelo amor de Deus, ainda bem que mudaram essa situação. Foi um dos meus casais favoritos, principalmente por causa do Rhys, que é um personagem bem mais complexo do que o imaginado e é bom ver como ele torna a Feyre uma pessoa melhor, dando-lhe liberdade, ajudando-a no que é preciso. É um homão mesmo, não tem jeito, nem comparação.

Nessa série essa parte de romance é bem mais presente que em Trono de Vidro, o que eu não posso reclamar, já que sou uma amante assumida de romances, e o legal desse aqui é que ele foge do clichê. Então, além de ser intrigante, também é original, e eu não tinha como aprovar mais isso.

Enfim, foi uma de minhas melhores leituras do ano e superou muito o primeiro livro, que era realmente introdutório ao extremo, omitindo metade do que essa estória realmente é, do que ela carrega.

Há uma importância palpável aqui, não considero uma simples fantasia para ler e se distrair, ela faz você pensar também. Pensar sobre escolhas, sacrifícios, sobre o amor e como ele é representado.

É uma obra fantástica, de verdade, vale total a pena conhecer.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: