Resenhas

RESENHA: Dumplin’, de Julie Murphy.

Saiba minha opinião sobre o livro Dumplin', de Julie Murphy.

Livro: Dumplin’

Autora: Julie Murphy.

Páginas: 336.

Editora: Valentina.

Skoob

Sinopse:

Especialmente para os fãs de John Green e Rainbow Rowell, apresentamos uma destemida heroína e sua inesquecível história sobre empoderamento feminino, bullying, relação mãe e filha, e a busca da autoaceitação. Sob um céu estrelado e ao som de Dolly Parton, questões como o primeiro beijo, a melhor amiga, a perda de alguém que amamos demais e “estou acima do peso e ninguém tem nada com isso” fazem de Dumplin’ um sucesso que mexerá com o seu coração. Para sempre. Gorda assumida, Willowdean Dickson (apelidada de Dumplin’ pela mãe, uma ex-miss) convive bem com o próprio corpo. Na companhia da melhor amiga, Ellen, uma beldade tipicamente americana, as coisas sempre deram certo… até Will arrumar um emprego numa lanchonete de fast-food. Lá, ela conhece Bo, o Garoto da Escola Particular… e ele é tudo de bom. Will não fica surpresa quando se sente atraída por Bo. Mas leva um tremendo susto quando descobre que a atração é recíproca. Ao contrário do que se imaginava – a relação com Bo aumentaria ainda mais a sua autoestima –, Will começa a duvidar de si mesma e temer a reação dos colegas da escola. É então que decide recuperar a autoconfiança fazendo a coisa mais surreal que consegue imaginar: inscreve-se no Concurso Miss Jovem Flor do Texas – junto com três amigas totalmente fora do padrão –, para mostrar ao mundo que merece pisar naquele palco tanto quanto qualquer magricela.

 

Dumplin’ era um livro que estava me rendendo bastante expectativas, pois aconteceu de eu assistir o filme antes de ler o livro (não sabia que era uma adaptação), agora que terminei, o que achei sobre a obra?

Para começar, já digo que preferi o filme. As duas narrativas são extremamente diferentes, nas páginas, foca-se muito mais na vida amorosa de Willowdean, demora para o concurso começar a fazer alguma diferença na vida dela. Enquanto no filme, o romance ficou bem de segundo plano.

Eu até que gostei do romance, de explorar essa coisa de uma gorda se envolvendo com homens “normais”, o que é mal visto pela sociedade, mas olha só, meu povo: gordo também é gente! E também tem personalidade, sentimentos, tem tudo que qualquer outra pessoa tem, peso não define nada nem ninguém, vamos fazer o favor.

Aliás, acho importante comentar também que peso nem sempre é questão de relaxo, muitas vezes tem a ver com problemas genéticos, de tireoide, de metabolismo, dentre várias outras questões. Acho engraçado que com o falso magro, que só aparenta magreza, mas as provas hepáticas estão uma merda ninguém fala nada. As pessoas são muito movidas por estética, por Deus.

E acho excelente termos uma gorda protagonizando filme/livro, principalmente uma gorda que não é engraçadona ou toda ressabiada, como os estereótipos dizem.

Quanto à representatividade, realmente não tem como reclamar, gostei bastante disso e certamente a maioria das plus size irão gostar desse livro e da representação daqui, que não é nada manjada ou forçada, já que a própria autora faz parte da classe.

Os personagens são bem interessantes, Willowdean tem várias camadas interessantes de se descobrir, sua mãe também é uma figura que, mesmo tendo uma personalidade intragável, é intrigante. Ellen eu acabei preferindo a do filme. Até a dinâmica entre Will e Ellen me pareceu ruim no livro, na adaptação a amizade das duas me pareceu mais verdadeira. Não gostei disso, porque, considerando que assisti ao filme, esperava algo diferente. Poxa, a amizade delas era tão legal!

Um personagem que não teve na adaptação, mas eu adorei conhecer foi o Mitch. Ele começou como um possível par romântico e terminou como amigo: super realista. Nem sempre a química que rola entre as pessoas é amorosa, relações que começam com segundas intenções acabam se mostrando mais puras e amistosas, o que é muito verídico e já aconteceu múltiplas vezes comigo. Achei legal ver esse lado da moeda, que raramente é utilizado.

Bo demora para conquistar, mas é um cara interessante, sim. Só acho que essa parte do relacionamento deles podia ser melhor explorada, sabe? Com diálogos e tal.

Ademais, acredito que a escrita peca em alguns momentos. Primeiramente que a estória demora para engatar. Lembro-me que nos primeiros capítulos sempre tinha um início extremamente repetitivo e dispensável em que a Willow descrevia sua chegada em casa depois do trabalho, com sua mãe dormindo e o silencio em casa. É o tipo de descrição que uma vez só já basta, no capítulo seguinte podia deixar uma coisa mais resumida como: “cheguei em casa e tudo estava como de costume” ou qualquer forma semelhante, mais simples e rápida.

São artifícios amadores, deixando nítida a falta de experiência da escritora. Não que ela escreva mal, vejo talento, afinal, gostei bastante, entreteu-me e me divertiu, embora tenha demorado para tanto.

A ambientação também é marcante, Texas é um dos estados norte-americanos que mais me causa curiosidade, por ser tão perto da fronteira com o México e por toda a mistura de culturas e até mesmo linguagem. Fiquei satisfeita ao conhecer mais, nisso há de se exaltar mais o livro, a ambientação ficou bem melhor aqui.

Quanto ao concurso e o desfecho: Acho que não funcionou em forma de narrativa escrita. Não consigo definir se foi pela autora mesmo ou se concursos do tipo realmente são difíceis de transpassar nas páginas. O desfecho como um todo foi satisfatório, nada muito inesperado, mas cumpriu o que prometeu.

Finalizando, é um livro divertido que tem seus defeitos, mas vale a leitura, desde que você reconheça que realmente não vá adicionar muita coisa na sua vida, é só um entretenimento. Um entretenimento de valor, é claro, já que dá espaço para pessoas que até pouco tempo atrás não conseguiam ter voz na sociedade.

[Meu Skoob para quem quer estar por dentro de minhas próximas leituras]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: