Vida de escritora

Diário de uma Escritora [05]: Como transpassar emoção na escrita?

No quinto diário de uma escritora estou dando dicas quanto à emoção na hora de escrever.

Certo, hoje nesse Diário de Uma Escritora resolvi tratar de um assunto que vem me atrapalhando em algumas de minhas últimas leituras: a falta de emoção em alguns momentos as quais esse sentimento é extremamente necessário para a experiência de leitura.

Você sente uma diferença quando vai ler uma cena com grande carga emocional bem escrita e vice-versa, e não resta dúvidas de qual sensação é a melhor de se sentir.

Por isso decidi relatar como é para mim escrever essas cenas.

Sabe, durante a escrita do meu livro tiveram duas partes que foram as principais nesse quesito: A despedida dos protagonistas e a morte de um personagem. São os pontos que mais me lembro quando penso em emoção, porque eu realmente tentei sentir na pele o que uma situação daquelas causaria numa pessoa e eu chorei enquanto escrevia nos dois casos. Como eu já disse algumas outras vezes, eu me entreguei de corpo e alma à escrita e talvez essa questão de transpassar sentimento tenha muita conexão com o fato de eu sempre ter sido uma pessoa muito imaginativa.

Desde pequena sou daquelas que vive no mundo da lua, imaginando histórias diferentes, coisas que fogem da realidade então não é difícil para mim me entregar nesse quesito. Eu vivi minha história, por isso digo que Tessa (minha protagonista) sou eu e eu sou Tessa. A cada momento do meu dia eu estava imaginando como estaria seguindo sua vida, como ela estaria reagindo com as novas situações que estavam para ser descritas, porque, ao mesmo tempo que ela tem suas divergências comigo, ela também nasceu dentro de mim e eu sei mais do que ninguém como seriam suas mais diferentes reações. Ela estava comigo a cada segundo, mesmo que eu não estivesse imaginando integralmente as próximas cenas, no fundo da minha mente ainda tinha alguma coisa sendo trabalhada.

Acho que é isso que falta em muitos escritores. Viver sua história. E estou sendo um tanto quanto hipócrita ao falar isso, porque já escrevi histórias sem estar completamente envolvida com elas.

Falando sobre tudo isso, inclusive, lembro que uma frase que me chamou muita atenção quando li Harry Potter e a Pedra Filosofal foi “Não vale a pena mergulhar nos sonhos e se esquecer de viver”, eu sentia como se fosse um aviso direto da J. K. Rowling para mim, porque eu sou super assim, hahaha. Cheguei a ter uma queda de desempenho num período da faculdade por estar muito mergulhada nos “sonhos” e com isso digo o livro mesmo.

Enfim, para mim e para outros escritores é realmente mais complexo, já que temos mais de uma ocupação, mas sabe, tem uns que vivem disso e ainda assim não conseguem transpassar as sensações necessárias em determinadas passagens. Acho que se fosse se colocar nas situações do enredo alguns minutos antes de pegar no sono já é o suficiente. Para pessoas como eu, que tem dificuldade em pegar no sono, isso é uma benção, podem ter certeza! Já ajuda bastante.

Outra coisa que pode auxiliar é imaginar a história como se fosse um filme em sua cabeça, é mais ou menos como eu faço e já vi múltiplos autores relatando que fazem o mesmo, só dou uma dica a mais aqui: imaginem-se em todas as posições. Como não só roteirista ou diretor, mas também, e principalmente, como ator. Vivencie o mesmo que seu personagem principal. Ele certamente é a base de tudo e o portal para o leitor se encontrar na história que está lendo.

Sou o tipo de pessoa que ou se joga 100% nos projetos da vida ou está nem aí, então acho que isso acaba influenciando também, nem todos são 8 ou 80 dessa forma.

Ok, esse post talvez tenha ficando meio sem pé nem cabeça, hahaha, mas é um diário para colocar divagações minhas então não vou me preocupar tanto com isso. Apenas levem minhas dicas em consideração. Com você se entregando completamente ao projeto, certamente a obra ficará mais aprazível para um futuro comprador.

[Meu Skoob para quem quer estar por dentro de minhas próximas leituras]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: