Listas

1 gênero, 5 livros: Distopia.

5 indicações dentro do gênero distópico!

Lista nova pra vocês, uma que eu vi no youtube e espero que dê certo no formato do blog também, que é 1 gênero, 5 livros, que consiste em:

Eu proponho determinado gênero, seja ele qual for, e pego 5 livros dentro dele. Decidi começar com distopias, que já tiveram épocas melhores, mas ainda assim são incríveis. Lembrando que não vou separar por qualidade nem nada assim, a numeração é aleatória mesmo, só para indicação.

1) Jogos Vorazes.

Resultado de imagem para jogos vorazes livros

Acho que não teria como fazer uma lista com distopias e não falar dessa trilogia incrível. Passam-se os anos e ainda é difícil encontrar algo que chegue perto de qualidade desses livros.

E o mais interessante de tudo é que nós podemos encontrar detalhes de nossa própria realidade no enredo de Jogos Vorazes. É como uma crítica direta, bem na nossa cara e mesmo assim a gente se choca com o mundo onde os personagens vivem, ainda que tenha muitas similaridades com o nosso.

É tudo bem construído e explicado, lembro-me que na época do sucesso, muitas pessoas pediam um spin-off para explicar como as coisas ficaram daquele jeito que nós vimos, mas eu sinceramente nunca vi muita necessidade. O mundo era daquele jeito e ponto, nós vemos a forma como ele termina e quão sofrido e doloroso é uma revolução. Isso é importante, especialmente se considerarmos que é uma leitura mais voltada para a faixa etária juvenil.

Também gosto muito do fato de a protagonista ser uma mulher. Isso era raro antigamente. Mesmo que Harry Potter tivesse a Hermione, que se sobressaia muito ao protagonista, ele tinha o destaque final. Não sei muito de Senhor dos Anéis, mas o protagonista também era homem e por aí vai. Jogos Vorazes inovou em vários ângulos e serviu como base para diversas outras obras que surgiram na posterioridade. Eu amo e para sempre estarei defendendo.

2) Petrus Logus.

Resultado de imagem para petrus logus

Vamos falar agora de uma distopia bem menos conhecida e nem por isso menos importante.

Só li o primeiro livro, tendo recebido de presente de aniversário daquela amiga que sempre cito aqui, a Laura, e como raramente ela me decepciona no quesito indicações, essa aqui não poderia ser diferente.

Aqui nós sabemos como o conhecimento, a leitura é importante e porquê as fontes destes sempre são as primeiras a serem aniquiladas quando há um governo autoritário e um povo alienado. Parece clichê, mas não é. Sério, pessoas, leiam esse livro que além de ter uma moral maravilhosa, também é muito envolvente e dá para ler rapidinho.

Inclusive é legal ressaltar que o autor desse livro é o Augusto Cury, conhecido por escrever autoajuda, nunca li livros dele desse gênero porque não gosto, mas amei Petrus Logus e quero muito comprar o segundo volume. Pena que é muito difícil de encontrar.

3) Legend.

Imagem relacionada

Cheguemos agora na minha série favorita dentre essas que vou citar.

Eu comprei o primeiro livro super como quem não quer nada e foi uma das minhas melhores compras da vida, juro pra vocês!

É uma história cheia de intrigas, reviravoltas, surpresas, ação, romance… Eu amo demais!

Principalmente porque tudo é muito proporcional, fechadinho e bem desenvolvido. Temos dois protagonistas, o Day e a June. Ele é um criminoso procurado pela polícia, o maior do país, mesmo sendo apenas um adolescente, e ela é a menina exemplo, apenas 14 anos já na faculdade, é bem tratada essa questão de desigualdades e especialmente aquela coisa de meritocracia.

É uma crítica social muito boa, além de ser uma história intrigante por si. Você fica vidrado, querendo saber o que vai acontecer, o que mais eles vão descobrir, porque eles sempre estão descobrindo algo, até o último instante da série e, assim, o final não foi totalmente triste, o que eu gostei para dar aquela quebra de expectativa, já que sempre esperamos o pior em distopias, sim? É sempre um final destruidor.

Indico muito, muito, muito. Leiam, sério mesmo!!

4) Maze Runner.

Resultado de imagem para maze runner livros trilogia

Essa é uma saga que assim… Ela é ótima, o primeiro livro é simplesmente excelente, mas o último…

O autor fez uma trilogia, sendo que no último livro não é respondido nem uma das questões levantadas nos antecessores, na verdade ele só aumenta os questionamentos para não responder quase nada, isso é muito chato, o cara te promete uma coisa x, você lê até a última linha para não ter aquilo que ele prometeu, na verdade, ele explicou algumas coisas em livros posteriores, atitude que vamos combinar, né? Pura ambição.

Mas deixando isso de lado, os dois primeiros livros são verdadeiramente bons, conseguem te manter envolvido, intrigado, você quer descobrir o que está acontecendo com aqueles meninos e o que eles farão para conseguir se livrar das enrascadas. A escrita basicamente te coloca dentro da história e isso é louvável.

Eu indico para pessoas que já comecem a ler desencanadas. Tem adaptações, mas só a primeira é legal e ainda assim, é pouco fiel e não passa certinho o clima do livro, por isso recomendo que leiam, mesmo que seja para pararem no segundo.

5) A Seleção.

Resultado de imagem para a seleção trilogia

Vocês pensaram mesmo que eu não ia citar A Seleção no post de hoje? É claro que vou!

Ela é série mais levinha dessas que citei, mas não a subestimem por isso, é excelente também. É claro, você tem que ir sabendo ser um romance água com açúcar, não adianta esperar reviravoltas revolucionárias porque o clima aqui é diferente.

E mesmo sendo mais leve, ainda temos críticas interessantes, como abuso de pais com filhos, questões de mídia, imagem e coisas assim. Não vou me estender muito porque já falei dessa série numa resenha há um tempo atrás, recomendo que leiam clicando aqui.

Enfim, tem uns focos no âmbito governamental também que são interessantes e legais de acompanhar, ainda que tratados de forma supérflua, então quem gosta de intriga política e romance com certeza adora essa trilogia. Eu amo demais!!


Tentei dar uma diversificada, misturar sagas conhecidas, com outras mais ou menos ou praticamente desconhecidas. Deixei algumas de fora, umas porque logicamente não li, outras porque não merecem e outras por não ter espaço mesmo, mas vale a citação à O Conto da Aia, que tem seus defeitos, mas também é uma boa distopia para refletir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: