Resenhas

Para Todos os Garotos que já Amei – Livro X Filme

Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

Como sempre, algo começou a fazer muito sucesso e eu demorei para saber. Depois de ouvir muitas amigas dizendo que estavam completamente apaixonadas pelo filme, que queriam ler o livro e que tinham um crush absurdo em um tal de Josh, fiquei curiosa e fui atrás.
De início, não me interessei muito. Eu sabia que seria uma comédia romântica entupida de clichês.
Alguns dias depois, recebi um email da Amazon dando R$5,00 de desconto na compra do primeiro ebook. Como eu já tinha o Kindle e estava desesperada por outro ebook interessante para ler, por que não?
O livro tem 320 páginas, mas é baixinho e fácil de ler. Eu praticamente devorei o livro (estava lendo Espada de Vidro junto e até deixei -completamente- de lado). Nesse meio tempo, também assisti ao filme e, por isso, acredito que posso fazer uma comparação boa dos dois.
Já adianto que amei os dois, mas que são completamente diferentes um do outro. A história é basicamente a mesma, mas os detalhes e personagens são sim muito diferentes.
Acabei desenvolvendo mais amor pelo livro, mesmo que em alguns momentos o filme tivesse feito mais sentido.
Mas ok, vamos falar das principais diferenças. Acredito que a maior de todas seja a Kitty, irmã mais nova de Lara Jean. No livro, a menina tem 9 anos e no filme, 11. Mas essa não foi a única diferença. A personalidade da personagem também muda muito. Não posso dizer que não gostei dessa mudança já que no livro, ela me passou a impressão de ser apenas uma criança mimada que se chateava por tudo e agia apenas por vingança. No filme não, ela era uma pré-adolescente que estava se tornando responsável e que, mesmo cometendo erros, só queria ajudar a irmã.
No livro, Lara Jean sofre um pequeno acidente derivado de seu medo de dirigir. Peter já aparece nessa cena mesmo ainda sendo capacho de Genevieve, o que já mostra que ele não é um cara tão babaca quanto Lara achava que fosse.
Outra coisa que não tem no filme (o que é uma pena, foi uma das minhas cenas preferidas do livro) é a briga de Lara e Margot. No filme, não mostra muito da conversa que as duas tiveram quando se desculparam. No livro temos uma discussão super forte em que as duas disseram coisas péssimas e acabaram se entendendo no final. As duas erraram mas no fundo, uma só estava pensando na outra.
Praticamente todos os beijos de Peter e Lara são diferentes, mas eu admito que gostei mais dos do filme. O primeiro beijo deles é a base do ódio de Genevieve por Lara já que ela assistiu tudo. No livro o beijo acontece mas Gen não vê. E como esquecer da cena maravilhosa da Lara beijando o Peter no meio da quadra? Novamente, foi diferente no livro mas completamente irreal (ninguém faz aquilo com o namorado, desculpa).
E claro, a cena que mais me chocou no livro inteiro: o beijo de Lara e Josh. Eu definitivamente não esperava por aquilo.
Mas já que comecei a falar do Josh, vou falar um pouco mais. Essa é a parte em que todo mundo quer voar em mim, mas não tem outro jeito de falar: o Josh é o cara ruim da história. Concordo que isso foi um pouco mais sutil no filme, mas foi completamente escancarado no livro: ele não gostava da Margot. Momentos em que ele disse coisas como “se eu soubesse que perderia as duas eu não…” (só não disse que nunca teria ficado com Margot porque Lara não deixou ele terminar), ou quando ele conversa com Lara e ele explica o motivo de tantas mentiras ele diz que o caso dele foi igual, quando ele beijou Lara, irmã de sua ex-namorada, enquanto ela deixava muito claro que estava namorando.
Gente, é muito simples. Josh gostava de Lara mas, como achava que não era correspondido, decidiu ficar com a irmã dela como tapa buraco. Aparentemente, ele passou a gostar de Margot depois, mas nunca esqueceu Lara Jean. E me desculpem, mas um cara desses definitivamente não é meu crush.
Um ponto negativo do livro é o excesso de narração de detalhes que não fazem nenhuma diferença para a história. Sabemos de todos os pratos de todas as refeições de Lara Jean durante o período de tempo em que se passa o livro. Sabemos quem lavou a louça, quem limpou a casa, quem fez não sei o que, sabemos de tudo. Claro que isso nos ajuda em alguns momentos, mas quando em excesso, deixa a leitura cansativa.
Os finais também mudaram. Enquanto o filme termina com a volta de Lara e Peter, o livro simplesmente termina com o começo de uma carta. Pelo que entendi, pegaram um pedacinho do segundo livro para completar o final do filme… Mas pelo menos aí sabemos o que aconteceu. Não gostei nada do final do livro, é apenas uma carta e dane-se sua curiosidade.
Mesmo com todos esses pontos, amei o livro e o filme. Os dois me surpreenderam. Não é uma leitura que vai mudar sua vida, mas as vezes é bom ler algo mais leve. Eu li a segunda metade durante uma aula de física (não sigam meu exemplo) e, na parte em que Josh beija Lara, tive que me segurar para não chorar. Definitivamente não era para tanto, mas fazer o que? É uma história cheia de clichês, mas que vale muito a leitura.

5 estrelas

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: